Managerial competences and their management: a study in Brazilian inns of a historic city (Tiradentes, Minas Gerais)

Leandro Eduardo Vieira Barros, Kely César Martins de Paiva, Mônica Carvalho Alves Cappelle

Abstract


Tourism has become prominent on the national scene, both for national authorities and society. In this environment, the hotels’ branch manager plays a key role in which managerial competences are required to manage the project and the provision of services. For this reason, the objective of this research was to identify and analyze the management competences of hotel managers in Tiradentes (Minas Gerais, Brazil). For that, a field research with descriptive, qualitative and quantitative approach was carried out. It was observed that inns are family-owned businesses with little training in the area and the main role of managers is to be a mentor, focusing on human relationships. The inns contribute to the management of competences process, which occurs mainly due to an individual’s daily action in the organization, also as with formal training incentives. Finally, we present the research limitations and suggestions for future research.


Keywords


Managerial competences; Management of competences; Inns; Professional competences.

Full Text:

PDF

References


Associação Empresarial de Tiradentes – ASSET. (2013). Retrieved 02/05/2013 from

Bardin, L. (1997). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Berto, R.M.V.S. & Nakano, D.N. (1999). A Produção Científica nos Anais do Encontro Nacional de Engenharia de Produção: um levantamento de métodos e tipos de pesquisas. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO – ENEGEP, 19, 1999, Rio de Janeiro. Anais... ENEGEP.

Bitencourt, C.C. & Barbosa, A.C.Q. (2010). Gestão de competências: articulando indivíduos, organizações e sociedade. In: BITENCOURT, C. C. (org.) Gestão contemporânea de pessoas (pp. 239-269). Porto Alegre: Brookman, 2010.

Brandão, H. P. (2006). Competências no Trabalho e nas Organizações: Uma Análise da Produção Científica Brasileira. In: EnANPAD, 30, 2006, Salvador. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD.

Brandão, H.P. & Guimarães, T.A. (2001). Gestão de competências e gestão de desempenho: tecnologias distintas ou instrumentos de um mesmo construto? Revista de Administração de Empresas, 41(1), 8-15.

Brasil. (2008) Lei do Turismo - nº 11.771. Retrieved 04/06/2013 from

Brasil. (2013) Portaria nº 112. Diário Oficial da União. DOU. Nº 100, p. 83.

Bryman, A. (1989). Research methods and organization studies. London: Unwin Hyman.

Carvalho, N.L.N., Silva, A.B. & Zago, C.C. (2011). Fatores de influência no desenvolvimento de competências gerenciais em hotéis e pousadas. Turismo – visão e ação, 13(2), 201-219.

Chanlat, J.F. (1996). O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. São Paulo: Atlas.

Collis, J., & Hussey, R. (2006). Pesquisa em administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. Porto Alegre: Bookman.

Dadoy, M. (2004). As noções de competências e competências à luz das transformações na gestão da mão-de-obra. In: Tomasi, A. (Org.). Da qualificação à competência pesando o século XXI (pp. 105-142). Campinas: Papirus.

De Ré, C.A. & De Ré, M.A. (2010). Processos do sistema de gestão de pessoas. In: Bitencourt, Claudia. Cristina. (org), Gestão contemporânea de pessoas (pp. 79-100). Porto Alegre: Brookman.

DIMMOCK, K.; BREEN, H.; WALO, M. (2003). Management Competencies: an Australian assessment of tourism and hospitality students. Journal of the Australian and New Zealand Academy of Management, v. 9, n. 1, p. 12-26.

Demo, P. (2005). Avaliação qualitativa. Campinas: Autores Associados.

Dias, H.C.V.B., Paiva, K.C.M. (2011). Competências do enfermeiro: estudo em um hospital privado. Revista Brasileira de Enfermagem, 64, 511-520.

Dugué, E. (2004). A lógica da competência: o retorno do passado. In: Tomasi, A. (org.). Da Qualificação à Competência (pp. 16-32). Campinas: Papirus.

Dutra, J.S. (2001). Gestão de pessoas com base em competências. In: Dutra, J.S. (org). Gestão por competências (pp. 25-44). São Paulo: Editora Gente.

Dutra, J.S., Hipólito J.A.M. & Silva, C.M. (2000). Gestão de pessoas por competências: o caso de uma empresa do setor de telecomunicações. Revista de Administração Contemporânea, 4(1) 161-176.

Instituto Estrada Real. (2013). Retrieved 05/06/2013 from

Fidalgo, N.L.R. & Fidalgo, F. (2007). Refluxos sociais da lógica de competências: o processo de individualização em foco. In: Fidalgo, F., Oliveira, M.A.M. & Fidalgo, N.L.R. (Orgs.). Educação Profissional e a Lógica das Competências (pp. 17-70). Petrópolis: Vozes.

Fleury, M.T.L. (2002). A gestão de competências e a estratégia organizacional. As pessoas na organização. São Paulo: Gente.

Flick, U. (1995). Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed.

Froehlich, C. (2010). O modelo de gestão de pessoas por competências. In: Bitencourt, Claudia. Cristina (org), Gestão contemporânea de pessoas. Porto Alegre: Bookman. Texto complementar, capítulo 4 CD-ROM.

Gil, A.C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Hair Jr., J.F., Anderson, R.E., Tatham, R.L. & Black, W.C. (2005). Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman.

Hill, L. A. (1993). Novos gerentes: assumindo uma nova identidade. São Paulo: Makron Books.

Le Boterf, G. (2003). Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Artmed.

Lopes, M. C, Fialho, F. A. P., Leonardi, J., Lopes, L. F, Ribeiro, S. F., & Wilhelm, P. P. H. (2010). Análise da relação entre aptidões cerebrais e competências gerenciais: o caso de uma empresa têxtil. Gestão & Produção, 17(1), 123-136.

Marconi, M.A., Lakatos, E.M. (2015). Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas.

MEC. Ministério da Educação. (1996). In: Conselho Nacional de Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília. MEC.

MEC - Ministério da Educação. (2006). Resolução nº 13, de 24 de dezembro de 2006. Estabelece as Diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em Turismo. Retrieved 25/05/2013 from http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces13_06.pdf.

MTur - Ministério do Turismo (2009). Mapa de Regionalização do Turismo. Retrieved 17/12/2014 from http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/programas_acoes/regionalizacao

_turismo/downloads_regionalizacao/Mapa_2009.pdf.

Motta, P. R. (2007). Gestão Contemporânea: a ciência e a arte de ser dirigente. Rio de Janeiro: Record.

Paiva, K.C.M. (2013) Das “competências profissionais” às “competências laborais”: modelo de análise e agendas de pesquisa. Tourism & Management Studies, Special Issue (Book of Proceedings 2), 502-510.

Paiva, K. C. M. & Melo, M. C. O. (2008). Competências, gestão de competências e profissões: perspectivas de pesquisas. Revista de Administração Contemporânea, 12(2), 339-368.

Paiva, K., Santos, A., & Lacerda, M. (2014). Competências gerenciais e sua gestão na hotelaria: um estudo com gestores brasileiros. Tourism & Management Studies, 10(2), 84-93.

Pantuffi, C. M. & Alves, R. A. (2012). Bacharelado em Hotelaria: pequenas recordações que constroem sua trajetória. Anais do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil – FOHB, Senac, São Paulo.

Quinn, R.E., Faerman, S.R., Thompson, M P., & McGrath, M. (2003). Competências Gerenciais: princípios e aplicações. Rio de Janeiro: Elsevier.

RETOUR, D. (2008). Progressos e Limites da Gestão por Competência na França. In: DUTRA, J. S.; FLEURY, M. T. L.; RUAS, (org.) Competências: conceitos, métodos e experiências. Atlas, São Paulo.

Ruas, R. (2001). Desenvolvimento de Competências Gerenciais e Contribuição da Aprendizagem Organizacional. In: Fleury, M.T.L., Oliveira-Jr, M.M. (Orgs.) Desenvolvimento de competências gerenciais (pp. 242-270). São Paulo. Atlas.

Santos, E. P. & Honório, L. C. (2014). Competências gerenciais em uma rede mineira de farmácias. Revista Alcance, 21(4), 650-673.

Steffen, I. (1999). Modelos de competência profissional (mimeo). São Paulo: Universidade de São Paulo.

Triviños, A.N.S. (1987). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.

Zarifian, P. (2001). Objetivo competência. Por uma nova lógica. São Paulo. Atlas.

Wittorski, R. (2004). Da fabricação das competências. In: Tomasi, A. (Org.). Da qualificação à competência pesando o século XXI (pp. 75-92). Campinas. Papirus.


Comments on this article

View all comments




Copyright (c) 2017 Tourism & Management Studies

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.